Início / Últimas Notícias / Bob Dylan receberá Nobel neste fim de semana na Suécia

Bob Dylan receberá Nobel neste fim de semana na Suécia

bob-dylan

O cantor e compositor americano Bob Dylan, de 75 anos, vai receber o Nobel de Literatura neste fim de semana em Estocolmo, informou nesta quarta-feira (29) a Academia Sueca, responsável pelo prêmio.

A instituição entregará o diploma e a medalha e o felicitará pelo Nobel de Literatura. A cerimônia será “pequena e íntima e não contará com a presença da imprensa”, anunciou em seu blog a secretária permanente da instituição, Sara Danius.

O cantor e compositor americano não tinha comparecido à cerimônia solene de entrega do prêmio, no dia 10 de dezembro de 2016, e enviou apenas um discurso de agradecimento.

Na terça-feira, a Academia Sueca tinha advertido Dylan de que ele tinha até 10 de junho para fazer um discurso de aceitação e assim poder receber o prêmio de oito milhões de coroas suecas (839 mil euros).

O discurso, chamado de “conferência/palestra Nobel”, pode ser feito em qualquer formato, inclusive uma transmissão por vídeo ou uma canção.

“Dylan sabe que deve fazer uma conferência Nobel até 10 de junho no mais tardar para receber o pagamento”, havia escrito em seu blog a secretária permanente da Academia Sueca, Sara Danius, que é fã do cantor.

Shows na Suécia

O artista tem três shows agendados na Suécia, dois deles em Estocolmo nos dias 1 e 2 de abril e o outro em Lund (sul) no dia 9. De acordo com Danius, as apresentações de Estocolmo estavam programadas muito antes do anúncio do Prêmio Nobel.

Primeiro cantor e compositor a receber o prêmio, Dylan reagiu com um grande silêncio, um tema muito debatido na Suécia. Ele só falou sobre o Nobel duas semanas após o anúncio.

Depois, o artista explicou sua ausência na cerimônia de 10 de dezembro dizendo ter “outros compromissos”, mas enviou um discurso de agradecimento no qual dizia estar “honrado por receber um prêmio tão prestigioso”.

O acadêmico Per Wastberg chegou a criticar o artista, chamando-o de “mal educado e arrogante”, enquanto Sara Danius manteve a sua defesa.

Antes de Bob Dylan, outros premiados como Doris Lessing, Harold Pinter ou Elfriede Jelinek não compareceram na cerimônia em Estocolmo, mas realizaram a “conferência/palestra Nobel”.

Maria Schottenius, crítica literária do influente Dagens Nyheter, considera que a Academia só pode culpar a si mesma. A atribuição do Nobel a um cantor, à custa de grandes escritores e poetas, “foi um erro de cálculo”, disse à AFP.

No entanto a aparente indiferença de Dylan não é de todo um sinal de desprezo. O homem de Minnesota simplesmente não gosta de grandes cerimônias, disse ela.

A mini-turnê sueca de Dylan coincide com o lançamento de seu novo álbum, uma coletânea de músicas de Frank Sinatra. “Triplicate” será o 38º álbum de estúdio do músico, mas o primeiro em formato triplo, e será lançado em 31 de março.

G1

Confira também

Estreia nesta segunda o programa “Encontro Marcado”, com Priscila Abreu; tudo sobre o universo feminino

Estreia nesta segunda (04) na programação da 88 o programa “Encontro marcado”. A apresentadora Priscila ...

Facebook lança Messenger para crianças, com opções de controle parental

O Facebook lançou nesta segunda-feira (4) uma versão do Messenger voltada especificamente para crianças, com ...

Italiano faz panetone mais caro do mundo: R$ 1,9 milhão

Produzido no Piemonte, norte da Itália, o panetone mais caro do mundo custa 500 mil ...

Confira a lista de indicados para o Grammy 2018

Saiu nesta terça-feira, 28, a lista de indicados para concorrer às diversas categorias do Grammy ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *