Início / Últimas Notícias / Demi teve overdose da mesma droga que matou Prince, diz site

Demi teve overdose da mesma droga que matou Prince, diz site

A overdose de Demi Lovato começou no dia 24 de julho às 4 da manhã, quando ela enviou uma mensagem para um traficante de drogas ir até a casa dela, de acordo com informações divulgadas pelo TMZ.

Fontes próximas à cantora dizem que ela estava numa festa em West Hollywood, e depois foi para casa. O traficante teria deixado um papel alumínio com oxicodona. Pelas informações do site, e sem Demi saber, o lote também teria fentanil (outro opiáceo), a mesma droga que matou Prince e Lil Peep recentemente.

O traficante teria fugido quando percebeu que Demi Lovato estava na cama, respirando pesado.

Overdose

No dia 24, Demi Lovato foi internada em um hospital de Los Angeles, nos Estados Unidos, após sofrer uma overdose — a primeira informação do TMZ dizia que a droga era a heroína.

Ela foi encontrada inconsciente pelos paramédicos. Foi, então medicada com Narcan, usado em casos de overdoses com narcóticos. A cantora foi levada às pressas da casa onde mora, em Hollywood Hills para um hospital na região.

Por conta do incidente, Demi Lovato também cancelou a turnê de Tell Me You Love Me na América do Sul. Os shows estavam marcados para acontecer em seis cidades de Chile, Argentina e Brasil a partir de 14 de novembro.

Confira também

Chris Brown é preso por suspeita de estupro na França

O cantor norte-americano Chris Brown foi preso em Paris, na França, na manhã de segunda-feira (22) com ...

Sport Flash: Avião com jogador argentino desaparece sobre Canal da Mancha

O jogador argentino Emiliano Sala, do time Cardiff City, estava a bordo de um avião que ...

Justin Bieber e Hailey marcam a data da cerimônia e chamam vários famosos

Menos de um mês para a tão esperada cerimônia de Justin Bieber e Hailey Baldwin, os boatos ...

Thanos entra no desafio dos 10 anos e faz sucesso

O #10YearsChallenge tem um novo participante de peso. Thanos está no viral que agitou a internet neste início de ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *